30 de maio de 2009

Design quotes

"The trouble with our times is that the future is not what it used to be."
Paul Valsry
.

29 de maio de 2009

Beyond de Fold


"Beyond the Fold" é uma abordagem especulativa, do designer Sebastian Rodriguez Kennedy Bettencourt, antigo aluno do IADE, ao que poderá ser o jornal electrónico do futuro.

Gostei particularmente das metáforas usadas para a concepção das novas interacções com este produto.
.

28 de maio de 2009

Sabiam que # músicos têm memória acima da média?


Um estudo recente revelou que os músicos possuem capacidades de memória, não apenas verbal mas também visual, acima da média. Os resultados revelaram ainda que, os músicos apresentam níveis de aprendizagem superiores e taxas de esquecimento mais baixas do que o comum.

Os autores do estudo sugerem que o treino exigido pela música faz aumentar o desempenho da memória, por vezes, graças ao uso de estratégias de memorização eficazes como o agrupamento de informação (chunking).

Abstract:

INTEREST IN STUDYING THE EFFECTS of extensive music training on nonmusical perceptual and cognitive abilities has grown in recent years. Here, we present evidence that formal music instruction is associated with superior verbal and visual memory. Participants included 15 highly trained pianists and 21 individuals with little or no formal music training. The groups were comparable in terms of age, gender distribution, and socioeconomic status. Musicians showed superior immediate and delayed recall of word lists and greater use of a semantic clustering strategy during initial list-learning than nonmusicians. They also exhibited superior learning, delayed recall, and delayed recognition for visual designs. Group differences in delayed free recall of both words and designs persisted after controlling statistically for estimated Full Scale IQ. These results suggest that extensive music training is associated with a generalized enhancement of auditory and visual memory functions.

Referência:
Jakobson, L., Lewycky, S., Kilgour, A., & Stoesz, B. (2008). Memory for Verbal and Visual Material in Highly Trained Musicians Music Perception, 26 (1), 41-55 DOI: 10.1525/mp.2008.26.1.41
.

27 de maio de 2009

e foi assim o 2º Ergonomics in Design...

Tal como havia prometido, aqui ficam alguns comentários sobre o 2º Seminário Ergonomics in Design, que decorreu no passado dia 18 de Maio de 2009, na FMH/UTL, em Lisboa.



A parte da manhã foi inteiramente dedicada à Realidade Virtual (RV).

Após a abertura dos trabalhos, da praxe, seguiu-se a primeira apresentação do seminário, onde o professor Gastão Marques apresentou o ICT-VR, de Portalegre. Ficámos com uma ideia geral sobre o centro, as suas instalações, equipamentos, missão e objectivos. Foi pena que não tivessem sido mostrados trabalhos de investigação já realizados, ou a decorrer actualmente, no ICT-VR. Eventualmente, este poderá ainda não estar a funcionar a 100%... Mas, ainda assim, fiquei com bastante curiosidade em visitar, logo que possível, este centro de investigação.

De seguida, o professor Daniel Thalmann, do Virtual Reality Lab (VRlab) at EPFL, da Suiça, falou-nos dos projectos que tem vindo a realizar com auxilio da RV. De destacar o uso de equipamentos de feedback háptico e o estudo de multidões. Devo confessar que fiquei entusiasmadíssima, não só com os projectos mas, especialmente, com os equipamentos e softwares exibidos. Para mim, foi uma das melhores apresentações do seminário...

Depois de almoço, o professor M. S. Wogalter, da Universidade Estadual da Carolina do Norte, EUA, relatou diversos casos de litigação em que tem estado envolvido, nos últimos anos, na qualidade de especialista em "Warnings". Parte da responsabilidade pelos acidentes ocorridos pode ser atribuída a avisos mal posicionados, mal concebidos ou até inexisitentes. Esta é uma área bastante desenvolvida nos EUA mas ainda pouco visível na Europa. Foi interessante perceber que se pode apreender muito, sobre o design dos avisos, com esta actividade forense.

De seguida foram discutidas as potencialidades da Realidade Virtual para o estudo do "wayfinding", pela arquitecta Elisângela Vilar, e para o estudo de avisos de segurança, pela designer Emília Duarte. Estas comunicações estão inseridas no âmbito de trabalhos de doutoramento actualmente a decorrer na FMH/UTL sob a orientação do professor Francisco Rebelo.

O dia de trabalhos terminou com 2 apresentações sob o tema “Os Desafios do Factor Humano para o Design”, apresentadas pelos professores José Carvalhais e Abel Correia.

O professor José Carvalhais começou por falar sobre o que é a Ergonomia, o Factor Humano e o que faz um Ergonomista. Depois, discutiu os desafios do Factor Humano para o Design, dando alguns exemplos interessantes como, por exemplo, a United Airlines obrigar os obsesos a comprar 2 bilhetes, ou um erro grave de digitação de dados, na bolsa de Tóquio, que levou a perdas de milhões de euros, entre outros.

O professor Abel Correia, apresentou uma comunicação intitulada "Emoções no Futebol", onde nos falou de um estudo realizado com os objectivos de verificar quais são as emoções vividas, pelos espectadores, durante um jogo de futeblo, os seus comportamentos corporais e em que medida as emoções/comportamentos se alteram em função da situação (jogo/ambiente). Achei muito curiosa a hipótese levantada de que, eventualmente, as cadeiras possam não ser necessárias/adequadas para o estádio e que a configuração actual dos estádios, possa estar a fazer com a violência transite para as zonas envolventes da cidade.

Um dia cheio mas, bastante enriquecedor!
Fico a aguardar pela edição do próximo ano pois, na minha opinião, fazem falta eventos destes para promover a aproximação entre estas duas áreas fantásticas que são o Design e a Ergonomia.
.

26 de maio de 2009

In the Bubble: Designing in a Complex World

# Sugestão de leitura da semana:

Thackara, John (2005), In the Bubble: Designing in a Complex World. The MIT Press.
ISBN-10: 0262201577

"We're filling up the world with technology and devices, but we've lost sight of an important question: What is this stuff for? What value does it add to our lives? So asks author John Thackara in his new book, In the Bubble: Designing for a Complex World. These are tough questions for the pushers of technology to answer. Our economic system is centered on technology, so it would be no small matter if "tech" ceased to be an end-in-itself in our daily lives. Technology is not going to go away, but the time to discuss the end it will serve is before we deploy it, not after. We need to ask what purpose will be served by the broadband communications, smart materials, wearable computing, and connected appliances that we're unleashing upon the world. We need to ask what impact all this stuff will have on our daily lives. Who will look after it, and how? In the Bubble is about a world based less on stuff and more on people. Thackara describes a transformation that is taking place now—not in a remote science fiction future; it's not about, as he puts it, "the schlock of the new" but about radical innovation already emerging in daily life. We are regaining respect for what people can do that technology can't. In the Bubble describes services designed to help people carry out daily activities in new ways. Many of these services involve technology—ranging from body implants to wide-bodied jets. But objects and systems play a supporting role in a people-centered world. The design focus is on services, not things. And new principles—above all, lightness—inform the way these services are designed and used. At the heart of In the Bubble is a belief, informed by a wealth of real-world examples, that ethics and responsibility can inform design decisions without impeding social and technical innovation."

Ler mais no site In the Bubble, de John Thackara
.
.

25 de maio de 2009

Rapidinhas...


# Take One | Curtas Vila do Conde

A "Take One", secção do 17º Curtas Vila do Conde, Festival Internacional de Cinema, é uma competição sobre Filmes de Escola que se destina a premiar novos realizadores que se encontram na área audiovisual e estudos cinematográficos nas escolas superiores de cinema do país. As inscrições terminam hoje, dia 25 de Maio de 2009.


# Food4U

A iniciativa Food4U, no âmbito de uma campanha de sensibilização para a importância de uma alimentação saudável, tem por objectivo a concepção de um spot vídeo para televisão que chame a atenção dos jovens sobre a sua alimentação. O concurso está aberto a jovens estudantes, de diversos países europeus, incluindo Portugal, até aos 19 anos de idade. O prazo para submissão dos trabalhos termina a 29 de Maio de 2009.


# Cartaz para a 4ª Marcha de Orgulho LGBT

O Colectivo da Organização da 4ª Marcha do Orgulho LGBT (lésbicas, gays, bissexuais e transgéneros), abriu um concurso para a concepção de um cartaz para a promoção e divulgação da Marcha, que se realizará no dia 11 de Julho na cidade do Porto. A data limite de entrega das propostas é 1 de Junho de 2009.


# Portfolio Night

A "Portfolio Night", organizada pela Leo Burnett, tem por objectivo reunir o que de melhor há na indústria portuguesa de publicidade. O evento decorrerá no próximo dia 4 de Junho de 2009. Para poderem participar, terão que se registar no site e fazer o upload do portfólio online, tendo que pagar 20€ (cartão de crédito ou paypal).


# cartão Design | CGD

O CPD e a CGD lançaram um concurso para a concepção de um layout gráfico para um cartão bancário denominado "cartão Design". O concurso está aberto aos alunos de design de nacionalidade portuguesa (inscritos numa das escolas constantes lista de escolas abrangidas pelo protocolo). A data limite de entrega das propostas é 30 de Junho de 2009. Poderão consultar regulamento (PDF) no site do CPD.


# Ilustrações | Clave de Soft

A editora Clave de Soft, lançou um concurso para a concepção de 3 ilustrações que possam uniformizar a imagem gráfica do seu projecto.
.

23 de maio de 2009

Design quotes

"The only important thing about design is how it relates to people."
Victor Papanek
.

22 de maio de 2009

Xing...


Quando fui, no ano passado, aos EUA fiquei muito intrigada com o sinal de trânsito que está na imagem em cima. Como é óbvio, conseguia perceber, sobretudo pelo contexto, que tinha que ver com passagem ou atravessamento da via por peões. Porém, o que me intrigava muito era aquela palavra "XING", que não conhecia e não parecia nada inglesa. Até supus que pudesse ter que ver com a grande comunidade chinesa que habita por lá...

Discuti o sinal com amigos, que estavam comigo e com outros que viviam lá, e não obtive uma resposta satisfatória. Eis que, esta semana, conversando com um professor Norte-Americano, lhe coloquei a mesma questão.

Imaginem a minha cara de idiota quando ele, sorrindo, me disse: XING é a abreviatura de CROSSING.

Pergunto eu: Não seria mais apropriado salientar o "X", usando outro tamanho/fonte de letra, para que se percebesse que estava ali a representar o "Cross"?

eheheheheh
que idiota me senti ;-)
.

21 de maio de 2009

Pequenos inconvenientes | grandes frustrações # 2



Hoje é a própria interface do Blogger que merece alguns reparos pois, como sua utilizadora, sou confrontada com algumas questões que me dificultam o seu uso.

Aqui ficam alguns exemplos:

# Calendário:

Muitas vezes aproveito o fim de semana para escrever alguns dos "posts", que publicarei durante a semana. Para isso, utilizo uma ferramenta que permite agendar a publicação automática dos "posts". Dava, por isso, muito jeito ter um calendário, que pudesse ser aberto e permitisse escolher a data apenas com um clique. Na sua ausência, tenho que ir olhar para um calendário para saber que dia vai ser a próxima quarta-feira, por exemplo...

# Opção agendar:

Essa mesma possibilidade, de agendar "posts", não surge identificada em nenhum lado da interface. As opções disponíveis são "publicar mensagem" e "guardar agora". Só descobri, por acaso, que se indicasse uma data adiantada e escolhesse "publicar mensagem", isso equivaleria a agendar a dita. Ignorando essa possibilidade, fazia o post e guardava-o como rascunho, no próprio blog. Porém, uma vez aconteceu-me ter agendado sem saber como. Perdi, naturalmente, algum tempo á procura, na interface e nos foruns, de uma explicação sobre como usar essa opção.

# Rascunhos:

Se, por alguma razão, guardarem um "post" como rascunho e mais tarde o tentarem agendar, isso não vai resultar. Mesmo indicando uma data mais avançada no tempo, o "publicar agora", neste caso, em vez de agendar o "post" irá publicá-lo de imediato. Ou seja, uma inconsistência de comportamentos, que só confundem o utilizador.
.

19 de maio de 2009

uma justificação...



Ontem decorreu o 2º Seminário "Ergonomics in Design", na Faculdade de Motricidade Humana/UTL, em Lisboa, onde proferi uma breve palestra.

Apesar de fazer parte da comissão organizadora, e por isso parecer suspeito o que vou dizer, devo afirmar que o Seminário correu muito bem e superou as minhas expectativas, em vários aspectos.

No final da semana, ou no início da próxima semana, publicarei um breve resumo do mais importante que se passou por lá. Por agora, não tenho tempo para mais comentários.

Por razões de trabalho, esta semana irei estar ausente do blogue. Só regressarei quinta ou sexta-feira.

Espero que compreendam :-)
Até breve.
Obrigada
.

16 de maio de 2009

Design Quotes

"The fundamental failure of most graphic, product, architectural, and even urban design is its insistence on serving the God of Looking-Good rather than the God of Being-Good."
Richard Saul Wurman
.

15 de maio de 2009

E porque estamos sempre em cima do acontecimento... apresento a nova PT!


... mas o texto sobre a nova PT podem lê-lo no Molho de Brócolos!
Eu explico! Este blog é sério, portanto os textos "ordinários" são publicados à margem!


Campeões de vendas: Dolce & Banana!


Muitas vezes me questiono do porquê do plágio.
Não faz qualquer sentido a não ser que... nos queiramos aproveitar de uma marca conhecida e reconhecida. Agarra-se no símbolo ou no logo e subverte-se a coisa transformando-a num "boneco" muito parecido. Conclusão metemos a Sonya nos ouvidos, comemos uns S&M, almoçamos na Pizza Huh, perfumano-nos com Lokasta, jogamos na Polystation e o meu favorito... oferecemos uns perfuminhos da Dolce & Banana!
Os chineses são peritos neste tipo de falsificações, mas já era tempo de criarem os seus próprios produtos não?
Aqui fica o link para se divertirem!

Empurrar | Puxa | Transportar

A força excessiva, exercida durante as tarefas de empurrar, puxar e manipular/transportar cargas, pode resultar em lesões.



Para ajudar a determinar as forças máximas, sugeridas para cada tarefa, podem usar o calculador on-line - "Push / Pull / Carry Calculator", disponibilizado pelo WorkSafeBC Ergonomics.

O calculador usa os dados disponíveis nas tabelas Snook:
Snook, S. H. and V. M. Ciriello. 1991. The design of manual handling tasks: Revised tables of maximum acceptable weights and forces. Ergonomics 34 (9): 1197-1213.
.

14 de maio de 2009

Niels Diffrient: Rethinking the way we sit down

Niels Diffrient fala-nos, nesta palestra TED, da problemática do sentar e do design de cadeiras.



Diffrient é o designer da "Freedom Chair", produzida pela Humanscale, e tem sido um dos pioneiros do "design ergonómico".

Um livro de referência, de que é co-autor, é o clássico "Humanscale 7/8/9" (1982).
.

13 de maio de 2009

Pequenos inconvenientes | grandes frustrações # 1



Pequenos inconvenientes, resultantes de uma usabilidade menos conseguida, podem não ser suficientes para rejeitar o uso de um electrodoméstico mas resultam, quase de certeza, em algumas situações de frustração do utilizador.

Hoje, relato aqui o exemplo de uma máquina de pão caseiro, cuja interface nos confronta com um uso pouco intuitivo.

Observando a interface (na imagem) podemos verificar que compreende diversos botões, com as seguintes funções (da esquerda para a direita):
....|1| menu (escolha do programa em função do tipo de massa);
....|2| + e - (que permite acertar o valor do temporizador);
....|3| "power" (ligar a máquina);
....|4| peso (em cima, para indicar o tamanho do pão em quilogramas);
....|5| cozedura/cor (3 níveis de cozedura).

Aparentemente tudo normal... os erros só se tornam evidentes quando tentamos usar a máquina. Aqui ficam alguns:

# erro 1 - o botão do "power" é para ser activado no fim:

Depois de se misturar todos os ingredientes e se colocar a cuba dentro da máquina, segue-se a fase de programação. Muito intuitivamente, os utilizadores carregam no "power" para ligar a máquina e proceder à sua programação. Mas, ao contrário do que seria lógico, isso está errado. Nesta máquina, o "power" é para ser accionado no fim de todo o processo, pois é o equivalente ao "enter" dos computadores. Isto é, serve para confirmar todas as opções tomadas. Portanto, se o botão for accionado antes de se fazer as devidas opções, a máquina inciará, de imediato, o seu funcionamento com um programa básico, que vem definido por defeito. As consequências poderão ser ter de deitar tudo fora, porque o programa pode não ser o adequado.

# erro 2 - sem accionar o "power", no fim, nada acontece:

Se, por experiência prévia, não accionarmos o "power" depois de toda a programação efectuada, nada acontece. Isto é, a máquina não inciará nunca o processo nem emitirá nenhuma aviso de alerta. Muitas pessoas, para quem a associação do "power" ao "enter" não é óbvia, não fazem este ultimo comando e não dão inicio ao processo. A surpresa fica reservada para mais tarde quando, à hora desejada, o pão não passar de ingredientes por misturar e cozer, tal como os deixaram.

# erro 3 - não é possível corrigir só uma das programações efectuadas:

Se, por exemplo, depois de ter feito todas as programações, verificar que escolheu o menu errado e for corrigir, isso anulará todas as outras escolhas. Só que, esse facto, não é explícito. Nada, na máquina, nos alerta para tal facto. Se não nos apercebermos desta situação, podemos ficar convencidos que foram feitas as opções correctas, quando não é verdade. O pior será que pode demorar algum tempo até se descobrir a causa do erro.

# erro 4 - indicador do peso e de cozedura quase ilegível:

O peso e o nível de cozedura, regulados pelo + e -, são indicados por um triângulo, de dimensões minúsculas, que surge debaixo de cada opção no monitor. Graças à sua dimensão reduzida e baixo contraste, este indicador passa muito despercebido e é preciso algum esforço para o visualizar. Nada adequado para pessoas com baixa acuidade visual.

# erro 5 - temporizador dependente de cálculo:

Em vez de ter um relógio interno, que permita escolher a hora na qual se quer ter o pão pronto, esta máquina obriga os utilizadores a calcular quantas horas medeiam a activação e a hora de finalização. Por exemplo, é necessário calcular quantas horas estão no intervalo entre as 21h30 (hora de accionamento) e as 7h00 (hora a que deve ester cozido o pão)... Na verdade, este não é o processo mais adequado.

Já agora, não sendo um erro, dava algum jeito a máquina possuir uma balança interna, que permitisse pesar os ingredientes sem ter de se recorrer a outra máquina.
.

12 de maio de 2009

Designing for the Digital Age

# A nossa sugestão de leitura da semana vai para:

Goodwin, Kim (2009). Designing for the Digital Age: How to Create Human-Centered Products and Services. Wiley
ISBN-10: 0470229101

"Whether you’re designing consumer electronics, medical devices, enterprise Web apps, or new ways to check out at the supermarket, today’s digitally-enabled products and services provide both great opportunities to deliver compelling user experiences and great risks of driving your customers crazy with complicated, confusing technology.

Designing successful products and services in the digital age requires a multi-disciplinary team with expertise in interaction design, visual design, industrial design, and other disciplines. It also takes the ability to come up with the big ideas that make a desirable product or service, as well as the skill and perseverance to execute on the thousand small ideas that get your design into the hands of users. It requires expertise in project management, user research, and consensus-building. This comprehensive, full-color volume addresses all of these and more with detailed how-to information, real-life examples, and exercises. Topics include assembling a design team, planning and conducting user research, analyzing your data and turning it into personas, using scenarios to drive requirements definition and design, collaborating in design meetings, evaluating and iterating your design, and documenting finished design in a way that works for engineers and stakeholders alike. "

Poderão descarregar o capítulo 16, inteiramente gratuito, aqui (PDF, 1.4MB).
Boas leituras...
.

11 de maio de 2009

Rapidinhas...


# Prémio Nacional Multimédia

A 4ª edição do Prémio Nacional Multimédia, promovido pela Associação para a Promoção do Multimédia e da Sociedade Digital (APMP), aceita candidaturas até 22 de Maio de 2009. O Prémio Nacional Multimédia tem como objectivo apresentar à sociedade o melhor da criação multimédia em Portugal, sendo uma oportunidade para privilegiar novos projectos e talentos numa área que é sustentada pela inovação e criatividade.


# Cause / Affect 09

A "Cause / Affect" é uma bienal de design gráfico, promovida pela AIGA San Francisco, que celebra o trabalho dos designers/organizações que tiveram um impacto positivo na nossa sociedade. Para poderem concorrer basta que tenham realizado um trabalho, entre 1 de Novembro de 2007 e 19 Junho de 2009, que promova/suporte o bem social. O concurso estará aberto até 19 Junho 2009.


# Sappi | Ideas that Matter

Os designers que tenha feito trabalhos "pro bono" para organizações sem fins lucrativos podem candidatar-se ás bolsas "Ideas that Matter", promovidas pela Sappi Fine Paper North America.
As candidaturas estão abertas até 17 Julho 2009.


# Digital Artist 2009

O prémio "Digital Artist 2009", tem por objectivo estimular o desenvolvimento da arte digital, nos seus mais diversos géneros. As submissões estão abertas até 31 de Agosto de 2009.

.

9 de maio de 2009

Design Quotes

"Art has to move you and design does not, unless it's a good design for a bus."
David Hockney
.

8 de maio de 2009

Designing*for humans



"Designing*for humans" é um blogue sobre design, ergonomia, usabilidade e muito mais.
.

7 de maio de 2009

Métodos para avaliar as emoções

A emoção é parte essencial da qualidade da nossa interacção com produtos/serviços. Por vezes, é graças a ela que tomamos as nossas decisões de consumo/uso dos produtos e fazemos as nossas avaliações sobre eles. Este factor é muito relevante porque, nos dias de hoje, a tecnologia já não é considerada como o principal factor de decisão e de distinção entre fabricantes/marcas. Por isso, não é de estranhar o grande investimento da Ergonomia e do Design nesta questão.

Tratando-se de um aspecto subtil e, de certa forma, pouco óbvio ou evidente, têm vindo a ser desenvolvidos diversos métodos e técnicas com o objectivo de facilitar a avaliação das emoções dos utilizadores.

O processo tradicional para fazer tal avaliação consiste na realização de questionários, normalmente usando escalas subjectivas de resposta, que levam as pessoas a fazer avaliações, de base verbal, sobre aspectos relacionados com as emoções associadas a um produto/serviço. Os dados obtidos podem, posteriormente, ser tratados de forma gráfica. Um exemplo é o Emotional Mapping, descrito por Daniel Formosa da Smart Design.

Diversos programas informáticos foram desenvolvidos, nos últimos anos, com este mesmo propósito. Bons exemplos, que resultaram da investigação realizada pelo professor Pieter Desmet, da Universidade Técnica de Delft, são o PrEmo (Product Emotion Measurement) e o LEMtool (Layered Emotion Measurement tool), comercializados pelo SusaGroup.


Figura 1 - ilustrações das emoções disponíveis no PrEmo.

O PrEmo recorre a ilustrações animadas, para representar diferentes emoções, em vez de se basear no uso de palavras, tal como acontece com os questionários. O que torna a avaliação bastante interactiva e muito divertida.

O LEMtool foi pensado para avaliar, especificamente, as emoções face a páginas Web.


Figura 2 - Ilustração das diferentes emoções (felicidade, desejo, fascínio, satisfação, tristeza, desgosto, aborrecimento e insatisfação), que os utilizadores podem escolher como estando associadas a diferentes aspectos da interface (atracção, estética, usabilidade), do LEMtool.

Ler mais:
# The Product Emotion Measurement Instrument (PrEmo) by Pieter Desmet, Delft University of Technology (PDF).
# Measuring Emotion by Pieter Desmet (PDF).
# Affective experiences in the Home: measuring emotion by Claire Dormann (PDF)
.

6 de maio de 2009

Pernas robóticas da Honda

A marca japonesa Honda está a desenvolver um robot, o "Walking Assist Device", para auxiliar a locomoção e a manutenção da postura. A solução, apresentada em Novembro de 2008, assemelha-se a uma perna mecânica, com um assento similar ao de uma bicicleta e sapatos.


Do ponto de vista da ergonomia, este dispositivo pode ser usado para prevenir o aparecimento de lesões musculoesqueléticas, ou, como auxiliar à reabilitação e inclusão de indivíduos com limitações motoras.

O robot poderá ajudar a evitar o aparecimento de doenças musculoesqueléticas ao funcionar como suporte de parte das cargas exercidas sobre os membros inferiores, em situações de trabalho associadas a posturas com exigências mais elevadas, sobretudo aqueles que incluem movimentos de flexão repetitivos. Um exemplo disso são as linhas de montagem da indústria automóvel japonesas, onde o equipamento tem estado em teste.


Ao nível da reabilitação e/ou integração de indivíduos com mobilidade reduzida, pode ser benéfico para idosos, obesos, ou pessoas com patologias que afectem o aparelho locomotor.

Para além de ser usado, como já vimos, como auxiliar à locomoção pode, também, ser uma ferramenta de treino, ajudando as pessoas a re-apreender a caminhar e a recuperar massa muscular perdida.



.

5 de maio de 2009

Interfaces.com: Cognitive Tools for Product Designers

# Sugestão de leitura da semana:
Werby, Olga (2008), Interfaces.com: Cognitive Tools for Product Designers. CreateSpace; Kindle Edition edition

"Every profession develops a set of cognitive tools and a culture that envelops its activities, artifacts, knowledge, and practice. "Interfaces.com: Cognitive Tools for Product Designers" offers readers an introduction to the product design conceptual framework: what goes into creation of a successful product design? Individual differences in personality types and learning styles, memory limitations, perception, background and social knowledge, cultural differences, reasoning styles, categorization strategies, and attention controls are examined as usability variables for developing products that work for specific audiences. Visual learners would do better with a paperback edition of this book."
.

4 de maio de 2009

Rapidinhas...


# Dunlop Art Car

O concurso "Dunlop Art Car" tem por objectivo a concepção de uma imagem para o Ferrari F430GT, como carro de corrida da Dunlop, para participar nas 24 horas de Le Mans. A primeira etapa encerra dia 7 de Maio de 2009.


# 50 Anos das Pousadas de Juventude

O concurso "50 Anos das Pousadas de Juventude" tem como objectivo o desenvolvimento de uma imagem criativa, divertida e original relativa à celebração dos 50 Anos das Pousadas de Juventude. A imagem criada será utilizada para ser estampada em t-shirts e tops comemorativos do aniversário das Pousadas. Os interessados deverão preencher a ficha de inscrição até ao dia 4 de Maio e enviar a criação em formato PDF, gravada em CD juntamente com uma pequena explicação do projecto e com a ficha de inscrição impressa até dia 25 de Maio de 2009.


# Logótipo Europeu para produtos biológicos

A Comissão Europeia lançou um concurso de design, em todos os 27 Estados Membros, para criação de um novo logótipo Europeu para produtos biológicos, que conjugue o conceito da agricultura e produção biológicas. O novo logótipo será obrigatório para todos os produtos biológicos pré-embalados originários dos 27 Estados Membros da União Europeia, em Julho de 2010.O concurso destina-se aos estudantes europeus de design e de arte que se encontram inscritos ou que tenham concluído recentemente o curso numa instituição de ensino superior. As candidaturas podem ser submetidas no site até 25 de Junho de 2009.


# Prémio Design SEAT/AUTOMAGAZINE"

O "Prémio Design SEAT/AUTOMAGAZINE", promovido pela SEAT Portugal em conjunto com a revista Automagazine, destina-se aos estudantes de nacionalidade Portuguesa ou residentes em Portugal, que frequentem um curso nas áreas de Design ou Belas-Artes, e tem por objectivo criar um desenho de um automóvel com a marca SEAT alusivo ao tema "Um SEAT para a mulher moderna". A data limite para a entrega é 15 de Novembro de 2009.


# SPTID

O concurso internacional "San Pellegrino Terme Identity - SPTID", promovido pelo Premium Retail conjuntamente com POLI.Design - Consorzio del Politecnico di Milano, é destinado aos designrs gráficos/de comunicação e tem por objectivo a concepção da identidade da área de San Pellegrino, Itália. O concurso encerra a 18 de Novembro de 2009.
.

2 de maio de 2009

Design quotes

"The fundamental failure of most graphic, product, architectural, and even urban design is its insistence on serving the God of Looking-Good rather than the God of Being-Good."
Richard Saul Wurman
.