28 de agosto de 2006

Cadeira Trekinetic K2

O que aconteceria se um designer de automóveis de F1 fosse conceber uma cadeira de rodas?

Vejam, a resposta, já a seguir...



A cadeira Trekinetic K2 foi concebida pelo designer Mike Spindle, que tem passado a maior parte da sua carreira a conceber carros de F1. Esta nova versão de cadeira de rodas trocou o velho chassis tubular por um quadro com assento em fibra de carbono. O projecto demorou cerca de 5 anos a ser concretizado e apresenta algumas inovações interessantes como, ter apenas 3 rodas em vez das 4 habituais. As duas rodas maiores são frontais e podem levar pneus de bicicletas de montanha, o que facilitará a circulação em pisos irregulares. As rodas permitem uma excelente capacidade de curva e uma grande mobilidade. Outra novidade é a possibilidade de se aplicar um chapéu-de-chuva, do tipo dos que são usados no golfe, à própria estrutura da cadeira.

O design desta cadeira, com a sua linguagem de certa forma agressiva e poderosa, apresenta-se como uma alternativa radical às cadeiras existentes no mercado. No meu entender, uma boa alternativa para jovens utilizadores.

6 comentários:

Max disse...

Não me parece muito confortável...

Fabs Costa, pois claro! disse...

Bem, não sei se é confortável, pricipalmente o assento, mas sei que estas cadeiras têm habitualmente uma almofada de ar que serve para as nádegas dos utilizadores da cadeira, não ficarem dormentes.

Mas gosto da ideia!
É uma cadeira com um aspecto mais radical e menos fragilzinha e deficiente...

Lembro-me de uma aula que tive com a professora de ergonomia, Emília Duarte, no IADE, não sei se conhecem, e já foi há muito tempo, e nessa aula, Ela falava da criação de uns secadores de cabelo.

A primeira pergunta foi;
O que vos faz lembrar um secador de cabelo?
A resposta;
Uma pistola.

Pois é, é pouco lógico e pelos vistos pouco ergonómico usar uma pistola contra nós próprios.
A seguir a esta lição, observámos que se o secador de cabelo tivesse uma forma semi-esférica adaptada á mão, o acto de secar o cabelo seria mais natural, correcto e ergonómico.

Como não há bela sem senão, se este equipamento fosse vendido numa loja sem ter uma campanha de lançamento muito eficaz, provavelmente este secador de cabelo não se venderia porque as pessoas não identificariam nele um secador de cabelo e na hora da decisão de compra teriam alguma resistência nesta opção.

Por esta razão, e porque todos estamos muito "habituadinhos" a gostar daquilo que conhecemos e resistimos naturalmente ao novo, principalmente se não formos designers, é claro, eu acho estas ideias fantásticas porque desafiam novas abordagens e mais correctas para o que já existe.

Estou um bocadinho cheia quando o design cai na mesmisce da invenção dos candeiros no planeta dos candeiros e das cadeiras no planeta das cadeiras que não trazem nada de novo.*

Nem que seja, só por isso, esta ideia agrada-me!
Pois, bem vinda, seja.

* Eu gosto de cadeiras, ok?

Eduardo disse...

Bem, as almofadas de ar servem sim para proteger as nádegas, mas isso porque a maioria das pessoas que usam cadeira de rodas não tem sensibilidade nas nádegas e não sentem quando elas estão machucadas. É perigoso pois o machucado pode aumentar e a pessoa nem sentir.

Quanto ao design da cadeira, à primeira vista apresenta uma ENORME falha. A terceira roda atrás impede que a cadeira empine a parte da frente, essencial para subir e descer um degrau. Para mim, por exemplo, não serviria. Parece muito bonita sim, mas útil apenas como peça de design.

Há alguns anos atrás fizeram uma cadeira ergonômica linda, Küschall ST3000 Rebel. Foi até exposta no MoMA de Nova Iorque, mas tinha o mesmo problema. Era ergonômica para ficar parado, deslizando por superfícies lisas. Mas para determinadas posições e manobras, não servia.

Escrevo isso como usuário de cadeira de rodas com certa experiência, ok?

Emília disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Atom Ant disse...

Caro Eduardo, concordo com o que disse sobre a usabilidade desta cadeira. O seu maior mérito parece ser ter tornado a cadeira um objecto com um estilo prórpio e não igual a qualquer equipamento hospitalar.
Obrigada

Paulo Pereira disse...

Pessoal achei uma barganha!!



Eu estava procurando cadeiras ergonomicas e acabei achando o site www.idepot.com.br, são vendedores da flexform, Uma exelente marca tanto quando ou melhor que a giroflex ou alberflex, melhor que a aeron, que é importada e neste site custam super barato, se vc pedir orçamento eles dão super descontos além do preço do site que jáestão baixos até 40% de desconto. Comprei uma cadeira bacana com todas regulagens por R$250,00 com frete gratis e em 4x sem juros.

Eu acho que foi um bom negócio.

A um ano uma similar de uma marca chamada Marelli móveis para escritório,ela quebrou em 6 meses,e a garantia não cobria.Na alberflex a garantia era de 12 meses, também não vou arriscar denovo. Né

Ainda ganhei 5 anos de garantia pela Flexform!