18 de julho de 2007

Análise sistémica

A análise sistémica é de grande utilidade para o design, por isso, gostava de chamar a atenção para esta abordagem...

O conceito de sistema tem assumido uma importância cada vez maior em diferentes áreas do saber, onde se incluem o design e a ergonomia. Mas, para melhor compreendermos a verdadeira importância do pensamento sistémico importa salientar que, este é radicalmente diferente da tradicional abordagem cartesiana. A visão de Descartes assenta em 4 grandes princípios que, resumida e genericamente, são: a evidencia, a redução, a causalidade e a exaustividade. Ao invés, a visão sistémica assenta nos princípios da pertinência (face ao investigador), da globalidade/totalidade, da teleologia (comportamento do sistema) e da agregação.

Muito importantes, na visão sistémica, são os conceitos de:

_Interacção: para um sistema, uma importante forma de interacção é a retroacção ou feedback.

_Globalidade: um sistema é composto por elementos mas, não necessariamente um soma de elementos. O todo é mais do que uma forma global já que implica a manifestação de qualidades que as suas partes não possuem em si mesmas.

_Organização: o termo organização implica, ao mesmo tempo, um estado e um processo, um aspecto estrutural e um funcional. A organização manifesta-se ao nível das relações entre elementos do sistema, ao nível da disposição da energia, da matéria e da informação, para garantir o funcionamento do sistema.

_Complexidade: num sistema, a complexidade tem que ser mantida, admitindo que nunca se poderá compreender o sistema em toda a sua riqueza. Mas, complexidade não deve ser confundida com complicação.

Mas, o que se entende por sistema?

Estruturalmente, um sistema inclui 4 componentes: uma fronteira, elementos, rede de ligação-transporte-comunicação e reservatórios. Funcionalmente, um sistema comporta fluxos, centros de decisão, canais de retroacção, prazos de resposta, inputs (entradas) e outputs (saídas). As entradas e saídas são de 3 grandes tipos: matéria, energia e informação.

Os sistemas podem ser abertos ou fechados, em função do nível de trocas que efectuam com o meio em que se inserem. Na prática apenas existem sistemas abertos, uma vez que todos os sistemas fazem trocas com o meio em que se inserem. Os sistemas fechados são conceitos meramente teóricos. Associada a esta ideia de trocas vulgarizou-se outro conceito – a interface, ou local de trocas entre sistemas distintos.

Todos os sistemas, para subsistirem, precisam de organização. Esta organização poderá ser feita sob o aspecto funcional, em subsistemas e módulos, ou, hierarquicamente, em níveis.

Para se manterem em funcionamento os sistemas necessitam de conservação. Sobre este aspecto é preciso falar de estado estacionário e de homeostasia. O estado estacionário caracteriza-se por uma estabilidade entre entradas e saídas, invariantes, inalteradas nos seus componentes, mas com equilíbrio ao nível dos fluxos. Quanto à homeostasia, este é um processo de auto-regulação em funcionamento, característica dos sistemas vivos mas que pode ser reproduzida artificialmente.

O grande boom da sistémica ocorreu nas décadas de 60 e 70 do Sec. XX, muito graças aos trabalhos de autores como: Von Bertalanfy que propôs, antes da II Grande Guerra a “teoria geral do sistema”, Norbert Wiener, professor do MIT e autor do livro “Cybernetics”, Shanon, engenheiro de telecomunicações, autor do livro “Teoria Matemática da Comunicação”, McCulloch, neuropsiquiatra, fundador da nova ciência biónica e Forrester, engenheiro electrotécnico, que elaborou uma dinâmica geral dos sistemas.

A análise dos problemas projectuais, à luz da sistémica é de extrema utilidade para o designer. Mas nada como comprovar isso na prática. Por isso, sugiro que tentem analisar qualquer um dos projectos, que tenham entre mãos, segundo esta forma de pensar e vejam se vos traz, ou não, vantagens...

Voltaremos a falar deste assunto que, dificilmente, se esgota aqui...
.

2 comentários:

tipografia disse...

olá AtomAnt, então essa conferência na China? para quando é? e o tema?

Atom Ant disse...

Amiga La, já publiquei a informação sobre a minha comunicação. Obrigada por te lembrares de mim e do meu trabalho. Boas férias para ti. Até breve.