5 de dezembro de 2008

Provocação!



Hoje passei por aqui apenas para deixar veneno.
Já se aperceberam bem da nova imagem do Multibanco?
Acho no mínimo inexplicável como se faz algo de tão mau a nível de design gráfico neste país!
Já se aperceberam que quando levantamos dinheiro a mascote Multibanco piorou da versão anterior para esta que está "escarrapachada" nos ATM deste país?
E a nova imagem do Multibanco ficou um pouco infantil, não? Só faltam as notas do Monopólio!
E o Banif?
Grande conceito, grande filosofia e que merda (desculpem esqueci-me que estava neste blog que se pretende que seja seja sério) trampa de símbolo! O boneco coitado tem as pernas partidas. Sim boneco! Nem podemos chamar aquilo de símbolo...
E não me venham dizer que o problema são os clientes que não sabem o que querem! E blá blá blá.
Acho lamentável que as equipas de design que estiveram envolvidas nestes dois projectos tenham tido a coragem de entregar estas propostas. Que acabaram por ser escolhidas pelos clientes. A culpa é de quem?
Os clientes podem ser burros e podem "comer o que lhes damos" mas, meus amigos passemos a dar o que melhor sabemos fazer.
Ah, só se quem projectou estas marcas não sabe fazer melhor!
Pois, e aí a culpa até pode ser minha! O gajo que fez os bonecos não deveria ter tido positiva na minha cadeira de projecto.
Peço desculpa ao país!

6 comentários:

Mousinho disse...

tem toda a razão... só faltam as comics sans... ou será que são mesmo?

Cumprimentos

Jorge Leal disse...

Não estou de acordo com a maioria das críticas que fazes de ambos os trabalhos.
Se é verdade que o símbolo do Banif tem as "pernas" demasiado estilizadas, a energia visual que a nova imagem transmite ajusta-se perfeitamente aos valores do banco (já agora, com o slogan como a "cereja no topo do bolo").
Já a imagem do multibanco não é perfeita, mas aproxima-se do ideal: em termos funcionais não é possível ter uma plataforma tão limitada como o as ATM's a correr gráficos carregados com texturas (por explo), e isso nota-se na rapidez do novo interface relativamente ao anterior (independentemente da máquina que está por trás...); não detecto qualquer falha técnica que seja digna de tais comentários (tipo de letra/legibilidade? contraste?, ícones?, o boneco?)
Obrigado

CORTO MALTESE disse...

Jorge, se pretendes que eu aprofunde o caso cá vai:
Nunca falei de legibilidade. É verdade que sob o ponto de vista da legibilidade a marca do Banif funciona, devido à cor e à força tipográfica. Apenas disse que o símbolo é muito, mas mesmo muito mau graficamente. Como costumo dizer "um bom projecto não é só uma boa ideia, há que suá-la!" Acho o conceito muito bom, mas a marca muito má. Quando falas de energia visual, pensa lá bem se não te referes apenas e só à cor e à tipografia escolhida?
Em relação ao MB aí é que não concordo mesmo contigo. Achas a mascote "cartão de crédito" melhor que a anterior? Um cartão espalmado sem expressão? E não me venhas falar da plataforma, porque mais uma vez o que me chateia profundamente é a expressão gráfica do símbolo. Só e apenas isso. O símbolo anterior era claramente melhor que este novo.
Penso que caminhamos para uma despersonalização gráfica dos símbolos nacionais. Cada vez mais tudo é igual ao outro e o outro é igual ao mesmo que por sua vez é muito parecido com o do lado!
E para terminar eu também não encontro nenhuma falha técnica. Eu comparo estes tipos de "designs" a um bolo rei!
Posso seguir a receita fazer tudo certo tecnicamente e sob o ponto de vista da "legibilidade" não cometer erros, mas no fim o bolo sabe mal!
Em que é que ficamos?
Grande abraço!

Marvin the Paranoid Android disse...

Gosto é de como o boneco do multibanco levanta os braços quando levantamos dinheiro.
Não sei só se está contente de me ver ou com medo que eu o assalte...

joao disse...

olá,

finalmente encontro alguém que também a acha a nova imagem do multibanco fraquinha. Já começava a ficar preocupado pois parecia ser "defeito" meu".

BElo blog!

Anónimo disse...

... Também não gostei da mascote do MB...
Há uns meses quando me deparei com a primeira nem entendi muito bem o que se passava!... Pensei que era algum antepassado perdido!
Muito mau!