15 de outubro de 2005

Botija de gás ergonómica

O design pode, e deve, melhorar muito a vida aos utilizadores. Essa é uma das suas premissas, mas que, infelizmente, nem sempre é tida em conta... Temos, por isso, a obrigação de divulgar os trabalhos que se destacam, não só, pela qualidade do seu design, mas, também pela sua qualidade ergonómica. Assim, apresento-vos hoje um exemplo de uma boa prática de design inclusivo, nova botija de gás da BP.

Esta botija é fabricada num material compósito que permitiu a redução do seu peso para metade (3,5 kg) o que, aliado à sua pega ergonómica, veio facilitar imenso o transporte. Este material ainda apresenta mais vantagens: não é corrosivo, sendo por isso mais durável e é translúcido, o que permite o visionamento do seu conteúdo a qualquer altura.

Só quem nunca teve que carregar uma botija de gás, ou nunca teve problemas de costas, pode ficar indiferente a esta inovação...Cá pelo meu lado, têm todo o meu agradecimento!

4 comentários:

bifes disse...

vizinho já viste as novas da galp?
são mais espectaculares!!!!!!!!!!!!

Anónimo disse...

O que a concorrência tem de bom é resultar, quase sempre, num benefício para o consumidor. Quando alguém replica boas práticas é sempre de louvar!

CORTO MALTESE disse...

As da galp são as chamadas PLUMA...
Mas como sabes tenho gás canalizado... eu vivo na cidade!

Anónimo disse...

porque é que ao pensar na ergonomia do produto, muitas das vezes só se pensa no peso? com certeza que se as pegas fossem um pouco mais abaixo ou se o produto fosse mais achatado, seriam anuladas algumas tensões criadas principalmente na região lombar. não quero dizer que o facto de tornar o produto mais leve não seja um grande passo, porque é!

fica a sugestão...