14 de janeiro de 2009

Phascolarctos cinereus, ou seja, koala...

Depois de ontem ter divulgado o livro do Daniel Raposo, sobre design de identidade e imagem corporativa, cujos principais destinatários são os estudantes de design de comunicação, hoje, deixo-vos esta "pérola" do design de identidade...


As razões que, no meu entender, fazem com que esta logomarca "chumbe" são diversas. Não vou enumerá-las aqui (para isso existem as aulas do Prof. Corto Maltese e os manuais) mas, vou desafiar-vos a responder ás seguintes questões:

1# digam, rapidamente, como se designa a empresa?

a) iimisa
b) llmisa
c) 11misa
c) misa

Resposta: a designação da empresa é, apenas, Misa.

Então, porque razão aqueles 2 elementos gráficos (onde o koala está agarrado) são da mesma cor do texto? É que, graças à Lei da Semelhança (Psic. Gestalt), os elementos semelhantes são lidos como um todo, logo, aqueles 2 traços passam a ser lidos no texto... daí a confusão...

2# qual o ramo de actividade da empresa (considerando apenas a logomarca)?

a) empresa de comércio de animais e/ou de produtos para animais;
b) empresa de import/export que efectua trasacções com a Austrália;
c) agência de viagens de aventura/expedições, no continente australiano, para estar em contacto com a natureza;
d) empresa de comércio/transformação de madeira de eucalipto;
e) empresa que comercializa peles de animais, especialmente de koalas;
f) empresa que comercializa produtos relacionados com a higiene (empresas, industrias, etc.);

Resposta: o ramo de actividade da empresa é o segmento da higiene.
Que ligação?
Poderá ter que ver com alguma ligação sentimental/histórica dos fundadores da empresa. Mas, será que essa ligação interessa manter de forma assim tão evidente?... Qual o impacto, desta imagem, nos potenciais clientes/novos clientes?...

3# digam, rapidamente, se esta identidade remete para alguma localização geográfica específica?

Primeira opção óbvia: continente australiado (por causa do koala)? Também pode ser que tenha alguma ligação a Sintra (para quem conhece Sintra, é inevitável ver ali as 2 chaminés gigantescas do palácio da vila.)... ou, quem sabe, se a ambas ou a nenhuma destas...

Resposta: desconheço... mas, eu associaria à Austrália...

4# que pistas nos dá o koala, como animal, para interpretar a identidade?

> O koala é conhecido por ser muito tranquilo, muito lento e por evitar desperdiçar energias. Dada a pobreza da sua alimentação, os koalas necessitam de dormir muitas horas (um animal adulto dorme entre 16 e 18 horas por dias, sendo as restantes dedicadas quase exclusivamente à alimentação e à sua procura).
> Alimenta-se de folhas de eucaliptos e quase não bebe água (koala, no dialecto autóctone dos aborígenes, quer dizer “que não bebe”), retirando a quase totalidade de líquidos que necessita das folhas de eucalipto.
> Os koalas são animais de hábitos solitários. Vivem próximos uns dos outros mas, nunca em grupos com mais de 10 elementos.

Resposta: eu diria que, apesar de simpáticos e de não gastarem água, são lentos??? Talvez também gostem de produtos com odor a eucalipto (eu gosto)...

Casos como este fazem-me pensar na qualidade (falta dela) do design corporativo nacional.
Com tantos designers no desemprego como se explica a falta de investimento nesta área?...

Esta logomarca merecia ser revista?
Eu digo que sim e vocês, o que acham?
.

3 comentários:

sofi(a)* disse...

Precisa de ser revista, refeita, reinventada, redesenhada, com certeza!! O pior é que não é só esta. Andam tantas a "passear" por aí!...
Continuação de bom trabalho*

CORTO MALTESE disse...

Épá se eu pudesse dizer "que grandezíssima m*rda" neste blog eu dizia!
Realmente... koala lento, em Portugal com as chaminés de Sintra, onde essas "chaminés" são iguais ao texto (Gestalt)! Queres que diga o quê?
Olha o espertinho que desenhou esta marca não foi aluno do "Professor Corto Maltese", ai não foi não!

Belo post!

Bernardo disse...

hahahaha.
Tão inócua a propaganda que se torna muito engraçada.
Adorei seu blog. Ri muito!