17 de junho de 2008

ATENÇÃO!... bactérias...



Segundo o estudo “Germs in the Workplace”, conduzido pelo professor Gerba,
da Universidade do Arizona, as superfícies dos “escritórios” domésticos estão cobertas com milhões de bactérias potencialmente causadoras de doenças. Os investigadores têm, ao longo dos últimos anos, comparado os níveis destes microorganismos nas superfícies dos escritórios “tradicionais” (entenda-se os postos de trabalhos nos edifícios das instituições empregadoras) com os dos escritórios domésticos (entenda-se, na maioria dos casos, qualquer superfície usada para trabalhar com o computador em casa).



Os resultados são assustadores!
As superfícies domésticas apresentam até 4 vezes mais bactérias do que as outras. Parece que é possível encontrar, nos equipamentos do escritório de casa, mais micróbios do que nos assentos das próprias sanitas!!! A quantidade de germes presente em cada posto de trabalho é, em média, 400 vezes superior à que alguém encontra quando se senta numa sanita...


Uma das explicações apontadas é que as pessoas pensam que as superfícies domésticas estão, normalmente, limpas e que os germes são só os seus e, por isso, será uma situação inofensiva :P

A única maneira de combater a proliferação destes germes é apostar na desinfecção regular dos equipamentos (como é óbvio, não quero fazer publicidade gratuita a marcas de produtos anti-bacterianos ou germicidas). Mas, não posso deixar de fazer a pergunta:

Já desinfectaram os vosso equipamento hoje???
Não se esqueçam, lavar as mãos com frequência também ajuda a reduzir a contaminação.

Ler mais em Germstop

Ler artigo do investigador Charles Gerba – “Is Your Office Making You Sick?”

Germ Survey – Summary of Findings
(pdf)

2 comentários:

Computerarte disse...

...Nem de propósito, acabei de limpar o meu Macbook pro!!!

Vim dar aqui, por um acaso e não resisti a ler uns post antes de retomar o trabalho!

Excelente informação.
Continuação.

Mousinho disse...

Bem lá vou ter que começar a colocar papel higiénico à volta do pc como se faz nas tampas das sanitas eheheheh