19 de dezembro de 2005

Mala de mão iluminada










Aquilo que as mulheres põem dentro das suas malas de mão continua a ser um verdadeiro mistério, por vezes até mesmo para as suas donas. Uma aluna da Universidade de Brunel, chamada Rosanna Kilfedder, propõe-se dar uma mãozinha, ou melhor dizendo, uma luzinha, para acabar com este problema. A nova solução, que consiste numa mala que se auto-ilumina, promete tornar mais fácil encontrar as chaves de casa, ou outros objectos, dentro do caos. Este novo conceito de mala, apelidada de Sun Trap, usa uma célula solar, aplicada no exterior, para obter energia. A energia é armazenada numa bateria que alimenta a luz, semelhante à que encontramos nos telemóveis, e que é ligada através da abertura do fecho que funciona como interruptor. A luz apaga-se assim que o fecho é corrido, ou quinze segundos depois de ligada, para os casos em que a mala fica aberta por esquecimento. Esta bateria pode ter um uso secundário importante, pois pode ser usada como carregador móvel para telemóveis ou de outros pequenos aparelhos.
Rosanna afirma que teve esta ideia ao observar as dificuldades das suas amigas, em encontrar as chaves de casa no escuro, ou vendo-as a usar os telemóveis para iluminar o seu interior.

5 comentários:

Fabs Costa disse...

Uma tenda de campismo assim, também seria uma ideia luminosa...

Fabs Costa disse...

Traria mais paz entre os casais...,

é que não é nada bom adormecer na tenda sem ter encontrado o pijama dos ursos e descobri-lo pela manhã vestido no nosso parceiro.

Para as meias também era bom...
É que umas meias colocadas nus pés tamanho 46 nunca mais voltam ao normal, principalmente quando se calça o 36, que é o meu caso...

Fazer campismo assim seria mais saudável.

Ou então, com uma tenda igual á do harry Potter. Por fora uma canadiana e por dentro 27 assoalhadas com claustrozinho privado e tudo.

Atom Ant disse...

Fabs... imaginação não te falta!

Fabs Costa disse...

Falta o resto!...

jojo disse...

eu quero uma mala destas!
grande invenção! seria o fim das muitas vezes que tenho que despejar a mala toda à pressa pq o telemovel está a tocar e não o encontro..

essa mala que está aí no raio-x não deve ser de uma mulher "normal" porque está muito arrumadinha...