29 de novembro de 2008

Design quotes

"Good design allows things to operate more efficiently, smoothly, and comfortably for the user. That's the real source of advantage. Businesses have started to understand this, so good design will become the price of entry. ... Customers appreciate good design. While they can't necessarily point out what specifically makes it good, they know it feels better. There's a visceral connection. They are willing to pay for it, if you give them a great experience."
James P. Hackett, President and CEO, Steelcase
.

28 de novembro de 2008

Nem todos vêem um mundo igual


No site da IDEA.org podemos recorrer a um simulador - "Color vision tool" - para ver o mundo, tal como é visto por pessoas com daltonismo ou cataratas.

Uma experiência imperdível para designers e não só!...
.

27 de novembro de 2008

National Media Museum no Flickr

O museu britânico "National Media Museum" possui uma página, no conhecido site "Flickr", onde partilha fotografias do domínio público:

# "National Media Museum's photostream"


Esta iniciativa enquadra-se no âmbito do "The Commons" ao qual já aderiram diversos museus e arquivos mundiais.

Actualmente estão disponíveis 5 conjuntos de fotografias:


> Official Australian Photographs of World War One (22 fotos)


> Peter Henry Emerson - Images from 'Pictures From Life in Field and Fen' (20 fotos)


> Kodak No.1 Circular Snapshots (20 fotos)


> The spirit photographs of William Hope (22 fotos)


> Peter Henry Emerson - Text from 'Pictures From Life in Field and Fen' (14 fotos)

As fotografias são disponibilizadas num formato razoável (entre 1000px e 1500px) e sem marcas de água.
.

26 de novembro de 2008

Vinte anos de design ibero-americano a partir de hoje em Madrid

A primeira Bienal Ibero-Americana de Design parte com conferências para profissionais, mas abre-se ao público com uma exposição de mais de 300 projectos de várias áreas do design
aVinte anos de projectos de design ibero-americano, da moda ao design industrial, de Álvaro Siza Vieira a Jesus del Pozo, estão a partir de hoje na Central de Design Matadero em Madrid. Cerca de 320 trabalhos, de designers dos 14 países que integram a I Bienal Ibero-Americana de Design (BID), recheiam a exposição da BID.
Esta primeira bienal está aberta até 15 de Fevereiro (entrada livre) e pretende ser um reflexo da produção de mais de 250 designers dos 14 países que os mentores da bienal, que se realizará sempre em Madrid, consideram constituir "um eixo real" de produção de design apoiado "em algo evidente, como é a língua, incluída a portuguesa, e em laços culturais". À diferença inerente a 14 países distintos e distantes opõem-se "necessidades comuns de desenvolvimento, crescimento e comunicação", diz a organização, assegurada pela Associação de Designers de Madrid (Dimad). (...)

In Jornal Público | P2

Sabiam que... # há um fato que vos torna velhos?

# sabiam que há um fato que vos pode tornar velhos num ápice?

Não, não é um fato mágico nem de ficção científica e os efeitos são totalmente revertíveis!

Estamos a falar de um equipamento usado em pesquisas relacionadas, sobretudo, com a ergonomia/design de produtos destinados a utilizadores idosos.


O "aging suit" (fato da terceira idade) é um fato que faz sentir, quem o veste, como se fosse uma pessoa idosa. Há um ditado que diz, "não é o hábito que faz o monge" que, neste caso não se aplica. O fato inclui, entre diversos componentes possíveis, sapatos especiais que desequilibram os utilizadores, óculos que distorcem as cores e replicam os efeitos de cataratas e outras deficiências visuais, luvas que reduzem o tacto e limitam a mobilidade dos dedos e limitadores do movimento (joelhos, cotovelos, pescoço, etc.), entre outros.

Para que serve esse fato?


Em alguns casos pode não ser benéfico, aconselhável, ou possível ter potenciais utilizadores idosos a participar nos projectos de investigação, ou, de desenvolvimento de produtos. Os motivos podem ser diversos e estão relacionados, sobretudo, com a segurança, bem-estar e questões éticas. A alternativa poderá ser, nestes casos, transformar os designers, ergonomistas, engenheiros, ou, outros técnicos em idosos. Dessa forma, todos os envolvidos na concepção podem experimentar o uso dos seus produtos, tal como será feito pelos idosos. O objectivo será facilitar a usabilidade e acessibilidade dos mesmos.

O fato tem sido usado em diversos produtos e para os mais diversos fins.
Aqui ficam alguns "links" para saber um pouco mais sobre este equipamento.

‘Aging suit’ helps develop cars for older drivers.
Ford Drives a Mile In an Older Person's Suit
Instant Aging with a Wearable Time Machine
"Mobilistrictor"
The suit that makes you feel old
.

25 de novembro de 2008

Signage Design Manual

# Sugestão de leitura da semana

Smitshuijzen, Edo (2007). Signage Design Manual. Lars Muller. ISBN 3037780967, 9783037780961

Acabei de o encomendar, estou à espera de o receber... será a minha prenda de natal para mim mesma ;-)

"In an entertaining and straightforward way, Edo Smitshuijzen’s Signage Design Manual leads the reader step by step through the individual phases of signal design. More than nine hundred illustrations guide him or her through this demanding process. Both in-depth and comprehensive, this book is a unique publication. It not only contains information on traditional methods, design questions, and materials, but even touches on future developments, such as navigational aids for mobile devices and other futuristic equipment. The combination of wide coverage and precise, detailed information makes this book accessible to a broad spectrum of readers, from information and graphic designers to design students and professionals of every stripe who are involved with signal design on any level. With the publication of Smitshuijzen’s Signage Design Manual, the canon of signaletics finally has its own engaged textbook."
.
.

24 de novembro de 2008

Rapidinhas...


# OFFF 2009

Os bilhetes para o OFFF 2009, que acontecerá entre 7 e 9 de Maio de 2009, em Lisboa, são mais baratos até ao final de Novembro e já estão à venda AQUI.


# 2008 Library for the 21st Century Design Competition

O concurso "Library for the 21st Century", promovido pelo American Institute of Architecture Students e patrocinado por Kawneer, tem por objectivo explorar o potencial dos materiais na concepção da biblioteca do futuro, de forma a que seja sustentável e respeite os princípios do design universal. O prazo para participar termina a 3 de Dezembro de 2008.


# INDEX Award'09

Ao contrário da maioria dos prémios/concursos de design, os INDEX abordam o design segundo a perspectiva do "design for life", isto é, o que interessa mais é o impacto do design na melhoria das condições de vida. O prazo para participar termina a 8 de Dezembro de 2008.


# ICFF Studio Bernhardt Design

O ICFF Studio, no âbito da Feira Internacional de Mobiliário Contemporâneo, procura novos projectos no âmbito do mobiliário, tapetes, pavimentos, iluminação, acessórios de cozinha e banho, entre outros. O prazo para participar termina a 15 de Dezembro de 2008.


# Invent a Vehicle

O 7º concurso anual de design "L'argus European", para estudantes, tem por objectivo a concepção de um veículo útil para a sociedade. O propósito é o desenvolvimento de de conceitos inovadores para a mobilidade de pessoas e bens. O prazo para participar termina a 21 de Dezembro de 2008.


# Enlightened - Swarovski elements jewellery design competition

O concurso Enlightened tem por objectivo o desenvolvimento de jóias que incorporem os elementos de topázio da Swarovski. O prazo para participar termina a 31 de Dezembro de 2008.
.

22 de novembro de 2008

Design quotes

"Design is the term we use to describe both the process and the result of giving tangible form to human ideas. Design doesn’t just contribute to the quality of life; design, in many ways, now constitutes the quality of life."
Peter Lawrence | Corporate Design Foundation
.

21 de novembro de 2008

curiosidades # AIGA


A AIGA (American Institute of Graphic Arts), no ano e 1974, em cooperação com o Departamento de Transportes dos Estados Unidos da América criou 34 símbolos para passageiros e utilizadores de aeroportos. Estes símbolos foram desenhados apenas para uso pedestre.
O objectivo do projecto foi desenhar/ produzir um grupo consistente e coerente de símbolos que atenuasse as dificuldades da língua, de modo a simplificar as mensagens básicas utilizadas nos aeroportos domésticos e internacionais.
Foi feiro um levantamento exaustivo dos símbolos existentes e dos seus conceitos e posteriormente introduzir/ propor novos símbolos em falta. (...)
Foi feito um inventário a nível mundial de 34 “mensagens” utilizadas pelas instituições de transportes, aeroportos, caminhos de ferro, gares marítimas, etc, de modo a cruzar todos os símbolos existentes.
O objectivo seria no final do projecto ter um sistema de pictogramas que pudessem ser aplicados nestas instalações e em eventos internacionais como por exemplo os Jogos Olímpicos. (...)
O objectivo da recolha dos vários pictogramas usados a nível internacional seria para descobrir ou avaliar se existiam conceitos relevantes e coincidentes nas várias culturas. Estes conceitos seriam classificados como suficientes ou não para uso nos aeroportos, por exemplo.
Caso não fosse satisfatória avaliação deste ou doutro símbolo, seria proposto um novo símbolo de modo a satisfazer o utente. (…)
A avaliação foi feita de duas formas:
01 – Usando o inventário como guia, em que cada membro das várias organizações que forneceram os símbolos, os avaliaram sem trocar impressões entre si.
Usou-se uma escala de 1 a 5 em que 1 representava a fraqueza/ fragilidade e 5 a força.
Cada símbolo foi avaliado segundo as três dimensões definidas por Charles Morris: Semântica, Pragmática e Sintaxe.
02 – Posteriormente o comité de avaliação classificou os símbolos em termos conceptuais, através da discussão e troca de impressões entre os vários indivíduos envolvidos no processo de avaliação.

in Symbol Signs: The development of passenger/ pedestrian oriented symbols for use in transportation-related facilities, American Institute of Graphic Arts – AIGA, 1974

Teste de associação implicita

(...)"As pessoas nem sempre dizem o que pensam e suspeita-se que as pessoas nem sempre sabem o que pensam" (...)

Vocês consideram-se pessoas justas, esclarecidas, livres de preconceitos ou de atitudes e crenças arreigadas que vos toldam o raciocínio?
Então, ponham-se à prova participando no "Project Implicit".


Este projecto, de carácter científico, é promovido por diversas universidades de renome mundial e é subsidiado pela National Science Foundation e pelo National Institute of Mental Health. Têm já 10 anos de existência. O objectivo é ajudar a determinar as nossas atitudes e crenças a respeito de diversos assuntos como o racismo, o nacionalismo, preconceitos sobre a idade, a cor da pele, o peso, o género, a orientação sexual, etc.

O método usado, designado por Teste de Associação Implícita (TAI), mede, através de questionários, as atitudes e crenças implícitas que não queremos, ou, não somos capazes de revelar...

Para participar no projecto, respondendo a questionários TAI (disponíveis em diversas línguas, incluindo o Português), deverão aceder ao site - https://implicit.harvard.edu/implicit/

Cada sessão demorará, em média, 10 a 15 minutos e no final receberão um resumo dos vossos resultados. Basta fazer o registo e responder...
Já participei e achei a experiência muito enriquecedora!...
.

20 de novembro de 2008

Símbolos para rótulagem de químicos perigosos #2

Depois do texto publicado ontem, sobre os símbolos para rótulos de substâncias químicas perigosas, hoje, deixo-vos um caso de uma má aplicação desses símbolos.

Numa embalagem de sabonete liquido, à venda em Portugal, está aplicado o seguinte rótulo:

Fig. 1. - rótulo aplicado na embalagem de sabonete liquido

Uma leitura atenta permite encontrar algumas informações que são, no mínimo, contraditórias e preocupantes.
Vejamos.

Primeiro, as vantagens...
(...)"limpa e protege as suas mãos, eliminando 99,9% das bactérias. A sua fórmula enriquecida com algodão e camomila deixa as mãos suaves e nutridas. Dermatologicamente testado. (...)"

Depois, atenção, os riscos...
(...) "Risco de lesões oculares graves (...) Pode desencadear reacção alérgica. (...) Manter fora do alcance das crianças. Evitar o contacto com os olhos (...)"

e... mais surpreendente ainda...
(...)"Usar equipamento protector para olhos/face (...)"

A reforçar os riscos inerentes... o tal símbolo de irritante.

Mas, estamos a falar de um sabonete líquido ou do quê?!?!?
Então, quando for lavar as mãos eu tenho que usar óculos, máscara e sabe-se lá mais o quê ???
E não posso lavar a cara com o sabonete, sob pena de sofrer danos nas mucosas???
E as crianças, que devem lavar as mãos com frequência elevada, devem ser afastadas do sabonete???...

Este é um caso típico de perigo oculto. Isto é, um produto cujo perigo não é óbvio, nem evidente, para os seus utilizadores. Isto é ainda mais complicado porque é pouco frequente e pouquíssimo expectável que, uma substância usada na higiene diária, possa provocar graves lesões ou danos para a saúde.

Tomando este facto em consideração, o uso do aviso pode ser, em parte, compreensível e justificável. Porém, dado o significativo perigo potencial envolvido, essa informação deveria estar muito mais explicita e visível do que está de facto. Por exemplo, devia estar aplicada na parte da frente da embalagem e não atrás...

Para além do ridículo e caricato, desta situação, o mais preocupante é o efeito perverso que tem sobre os comportamentos dos utilizadores.

Uma p
arte importante da vontade/intenção de adoptar um comportamento adequado, entenda-se consonante com o aviso (contido no rótulo), é constituida por conhecimentos e experiências anteriores. Mas, esses conhecimentos podem ser enviesados pela exposição indevida a maus avisos, ou, a avisos aplicados de forma indevida e desajustada. Como acontece, a meu ver, nesta situação.


Fig. 2. símbolo de "Irritante" aplicado na embalagem de lixívia (esq) e no sabonete (dit).

O
problema surge porque, ao conviver com um sinal de perigo aplicado num produto que deve ser inócuo, o utilizador vai formar uma crença, errada, de que nem sempre este símbolo implica o nível de risco que é suposto. Ou seja, no futuro, quando confrontado com o mesmo símbolo, noutro qualquer contexto, ele vai achar que são baixas as probabilidades de sofrer as consequências enunciadas pelo símbolo...

Daí, a um comportamento negligente, é um pequeno passo.
.

19 de novembro de 2008

Símbolos para rótulagem de químicos perigosos #1

A perigosidade de algumas substâncias químicas, com as quais convivemos no nosso dia a dia, está identificada em pequenos símbolos, aplicados nos rótulos das embalagens. Estes símbolos têm o formato quadrado, são impressos a cor-de-laranja e contêm pictogramas impressos a preto.

O seu objectivo é alertar para o risco associado ao manuseamento da dita substância. Para que a mensagem seja eficaz, os pictogramas ilustram as consequências associadas a um uso indevido das mesmas.

Os produtos químicos perigosos são classificados com base nas suas propriedades físico-químicas (explosivos, comburentes, inflamáveis, facilmente inflamáveis e extremamente inflamáveis); propriedades toxicológicas (tóxicos, muito tóxicos, nocivos, corrosivos, irritantes, sensibilizantes e aqueles que provocam efeitos graves na saúde em caso de exposição prolongada); efeitos específicos na saúde humana (carcinogénicos, mutagénicos e com efeitos tóxicos na reprodução); efeitos no ambiente (perigosos para o ambiente aquático e perigosos para o ambiente não aquático).

Os símbolos, a aplicar nos rótulos, são os seguintes:


C - Corrosivo
Produtos químicos que causam a destruição dos tecidos vivos e/ou materiais inertes.
Não devem ser inalados e deve ser evitado o contacto com a pele, olhos, roupas e outros materiais.
Exemplos: ácido clorídrico e fluorídrico.


E - Explosivo ou instável
Substâncias que podem explodir sob o efeito de uma chama ou que são sensíveis a choques/fricções.
Deve ser evitada a exposição ao calor, faíscas, quedas, embates, etc.
Exemplos: nitroglicerina


O - Comburente ou oxidante
Substâncias que se podem inflamar, ou facilitar a combustão, dificultando, ou, impedindo o combate ao fogo.
Deve ser evitado o contacto entre estas substâncias e materiais combustíveis.
Exemplos: oxigénio, nitrato de potássio, peróxido de hidrogénio.


F - Facilmente inflamável | F+ - Extremamente inflamável
Substâncias que podem inflamar-se facilmente.
Deve evitar-se o contacto com materiais e fontes de ignição.
Exemplos: benzeno, etanol, acetona, hidrogénio.


T - Tóxico | T+ - Muito tóxico
Substâncias que por inalação, ingestão, penetração cutânea, podem implicar riscos graves, agudos, crónicos ou mesmo fatais.
Deve ser evitado o contacto com o corpo humano.
Exemplos: cloreto de bário, metanol, monóxido de carbono,


Xi - Irritante | Xn - nocivo

Xi - Substâncias não corrosivas que por contacto (imediato, prolongado ou repetido) com a pele, ou mucosas, pode provocar uma reacção inflamatória.
Deve ser evitado inalar os gases e o contacto com a pele, olhos e outras mucosas.
Exemplos: cloreto de cálcio, carbonato de sódio.

Xn - Substâncias que por inalação, ingestão, ou penetração cutânea, podem implicar riscos de média gravidade.
Deve ser evitado o contacto com o corpo e/ou a inalação dessa substância.
Exemplos: cloreto de potássio.


N - Perigoso para o ambiente
Substância que, uma vez liberta no ambiente, pode provocar danos no ecossistema a curto ou longo-prazo.
Não deve ser vazado/depositado nos solos, nos canos, ou na água. A recolha e tratamento dos resíduos e embalagens requer um cuidado especial.
Exemplos: benzol, cianureto de potássio.

Com certeza que muitos, se não a totalidade, destes símbolos vos são familiares. Porém, reconhecer os símbolos não é equivalente a conhecer o seu significado. Na verdade, estudos anteriores revelaram que, apesar de reconhecerem os símbolos, muitas pessoas não sabem o qual o seu significado correcto. Isso poderá, por si só, não ser mau se o símbolo funcionar como alerta e o comportamento adoptado mantiver a pessoa fora de risco. Porém, o desconhecimento do tipo de perigo potencial poderá impossibilitar a adopção do comportamento correcto, desejado...

Referências:
ISO 3864-2:2004 - Graphical symbols - Safety colours and safety signs - Part 2: Design principles for product safety labels
.

18 de novembro de 2008

About face 3

# Sugestão de leitura da semana:

Cooper, A., Reimann, R. & Cronin, D. (2007). About Face 3. The essentials of interaction design. John Wiley & Sons. ISBN: 978-0470084113

Um manual, actualizado, que contêm teoria e também explica a usar diversas ferramentas para a concepção de interfaces computorizados.

índice: 1. Goal-Directed Design; 2. Implementation Models and Mental Models; 3. Beginners, Experts, and Intermediates; 4. Understanding Users: Qualitative Research; 5. Modeling Users: Personas and Goals; 6. The Foundations of Design: Scenarios and Requirements; 7. From Requirements to Design: the Interaction Framework and Design Refinement; 8. Patterns and Principles; 9. Platform and Posture; 10. Orchestration and Flow; 11. Eliminating Excise; 12. Making Software Considerate and Smart; 13. Metaphors and Idioms; 14. Visual Interface Design; 15. Searching and Finding: Improving Data Retrieval; 16. Understanding Undo; 17. Rethinking Files and Save; 18. Improving Data Entry; 19. Selection, Direct Manipulation and Mouse Interactions; 20. Window Behaviors; 21. Controls; 22. Menus; 23. Toolbars and ToolTips; 24. Dialogs; 25. Errors, Alerts, and Confirmation; 26. Designing for Different Needs.

Link: www.cooper.com
.

17 de novembro de 2008

Rapidinhas...


# I.D. Annual Design Review
Desde 1954 que o Annual Desig Review | I.D. é um evento de excelência na promoção dos melhores projectos de design do mundo. As categorias a concurso são diversas. As inscrições estão abertas até 1 de Dezembro de 2008.


#55DSL Logo Remix Challenge
O objectivo do "55DSL Logo Remix Challenge" é a concepção de um novo logo, tomando por base o 55DSL, que reflicta o espírito e cultura da marca. A submissão de propostas termina a 5 de Dezembro de 2008.


# Interactive Competition | Communication Arts
Estão abertas as submissões de trabalhos à 15ª edição dos "Communication Arts Interactive Design Competition". Qualquer projecto interactivo, concebido para distribuição digital na WWW, CD-rom, quiosque interactivo, ou, outro dispositivo móvel é elegível. As candidaturas encerram a 15 de Dezembro de 2008.


# beyond silver | macef design award 2009
O concurso "beyond silver", organizado pela Macef e o Designboom, tem por objectivo a concepção de peças em prata (são aceites conjugações com outros materiais).O prazo para submissão de projectos termina a 18 de Dezembro de 2008.


# B´fashion in Zlin 2009
O B'fashion in Zlin é um concurso internacional de design de moda, organizado pela Faculdade de Multimédia e Comunicação, da Universidade de Thomas Bata, em Zlin, República Checa. Estão em concurso 3 categorias: roupa, sapatos e fotografia. As inscrições estarão abertas a partir de 12 de Janeiro de 2009.


# D&AD Awards 2009
Estão abertas as inscrições no prémio D&AD de 2009. Até ao dia 19 de Novembro a inscrição é 10% mais barata. As categorias a concurso incluem: "ambient, branding, installations, graphic design, studio illustration, mobile marketing, music videos, environmental design, integrated, poster advertising, photography, product design, and TV & cinema advertising." O prazo para submissão de projectos termina a 21 de Janeiro de 2009.
..

16 de novembro de 2008

Centro de Arte Moderna Azaredo Perdigão


“40 CARTAZES EM EXPOSIÇÃO”, 1994-2008.
Michel François em colaboração com Richard Venlet
De 6 Novembro 2008 a 22 Fevereiro 2009
Esta exposição reúne 40 cartazes de grande dimensão (180 x 120 cm), impressos ao longo de 14 anos, distribuídos aos milhares e afixados em diferentes cidades.
Michel François tem vindo a trabalhar neste projecto com o artista belga Richard Venlet , nomeadamente na criação de um dispositivo de apresentação destas quarenta imagens. É este conjunto tornado obra que agora se mostra.
Para a exposição em Lisboa será impressa uma nova imagem a distribuir aos visitantes, que será também visível em 30 muppies espalhados pela cidade de Lisboa.

Sem palavras...

15 de novembro de 2008

Design quotes

“Since blood, birth, and titles of nobility have lost their ideological force, the task of signifying transcendence has fallen to material signs – to pieces of furniture, objects, jewelry… A myth of power, and a myth of origins: whatever it is a man lacks in invested in the object.”
Jean Baudrillard, in The System of Objects, 1968
.

14 de novembro de 2008

And because i love typography! # Font game



Nas voltas e voltaretas das minhas navegações tipográficas, à procura de novidades e coisas divertidas para futuros projectos meus e para as aulas, claro, dei com este site: I Love Typography!
Ao entrar e ao explorar o dito encontrei um jogo de fontes, onde o leitor tem que adivinhar a fonte que aparece no ecrán.
Devo dizer que o jogo é muito divertido, principalmente para quem pensa que sabe tudo sobre tipografia. As fontes que surgem aparecem de forma aleatória o que significa que nunca conseguirão fazer exactamente o mesmo teste.
Eu em "buédetentativas" nunca acertei as 34.
E o burro sou eu? Éin?

Testem a vossa (falta de) cultura tipográfica!
Boa sorte!

ps
E que tal deixarem os vossos resultados aqui na caixa de bitaites?

Usability.gov


No site "Usability.gov" poderão encontrar imensa informação útil para quem pretende desenvolver sites com boa usabilidade.
.

13 de novembro de 2008

Dia mundial da usabilidade

Hoje, dia 13 de Novembro, é o Dia Mundial da Usabilidade.
Este ano, o tema são os transportes.

A APPU assinala este dia com o lançamento do site “Usabilidade nos Transportes” para recolha de testemunhos da relação dos utilizadores com os transportes.



Todos os utilizadores dos transportes públicos ficam, desde já, convidados a enviar os seus relatos das dificuldades que encontram nas suas deslocações habituais. Esses relatos serão divulgados no site da APPU com o objectivo de contribuir para a melhoria do sistema de transportes públicos em geral.

Participem submetendo os vossos relatos: Usabilidade nos transportes

Em paralelo, decorre uma conferência, na Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto (FEUP), sobre Usabilidade e os Transportes. A conferência terá inicio às 17h30 no anfiteatro B003 da FEUP e é organizada pelo Núcleo de Informática da Associação de Estudantes da FEUP, contando com o apoio da APPU.
.

Sabiam que... # Tesler's Law

# Sabiam que por mais que se tente reduzir a complexidade, chegaremos a um ponto em que só é possível movê-la de lugar?


A complexidade, num projecto, parece seguir uma lei básica da energia: não pode ser criada ou destruida, apenas pode transitar de um lado para o outro. A lei de Tesler - "The Conservation of Complexity" - diz-nos isso mesmo. Qualquer processo possui um limiar de complexidade, o qual não pode ser simplificado. O que se pode fazer, quando se atinge esse limiar, é "mover" a complexidade de um sítio para outro... isso significa que, na prática, alguém vais ter de lidar com ela (complexidade).

Ler entrevista de Larry Tesler ao www.designforinteraction.com
Larry Tesler na Wikipedia.
Ver a página pessoal de Larry Tesler - www.nomodes.com/
.

12 de novembro de 2008

Dieta nos formatos torna material ilegível!...

No dia Mundial da Alimentação, que se comemorou no passado dia 16 de Outubro, voluntários, ao serviço da Associação Portuguesa de Dietistas (APD), distribuiam folhetos nas zonas mais frequentadas da cidade de Lisboa. Aceitei um desses papéis e, para meu espanto, a informação que ele contem é quase ilegível, de tão pequena que é.


Tirei esta fotografia, com uma lapiseira ao lado, para que tenham uma melhor noção de escala. O pequeno folheto tem as dimensões de 12,3x16,2cm, o que é menos de metade de uma folha A4.

Eu suponho que a escolha deste formato teve que ver com questões de "dieta" mas, ao nível dos orçamentos... Até porque, dá a ideia que este "layout" foi feito para um formato maior e reduzido, posteriormente, sem qualquer adaptação, ou ajuste, ás novas medidas.
Um erro tremendo!

Uma análise cuidadosa, ao dito folheto, irá revelar sem dúvida, um pequeno role de outros problemas e incorrecções no design deste produto de comunicação. Mas, não me irei prolongar nesta questão... esse é um bom exercício para as aulas de introdução ao design de comunicação.

Não tenho dúvidas nenhumas sobre a importância e utilidade da informação que a APD quis transmitir a todos os Portugueses mas, desta forma, o destino mais certo deste material é o lixo mais próximo. O que, suponho eu, seja o fracasso das intenções que moveram a associação quando planeou esta campanha. Para além do mais, numa época em que a imagem de marca é vital para o sucesso, esta foi uma mancha negra na imagem que a APD pretende transmitir. :-(

Pergunto eu: porque não recorreu a APD aos serviços de um designer qualificado?
Se o fez, então, aceite a minha sugestão - nunca mais lhe peça trabalho...
Sugestão para acções futuras: façam bem feito ou, pensem no planeta antes de fazer mais lixo!...
.

11 de novembro de 2008

Designing for interaction by Dan Saffer

# Sugestão de leitura da semana:

Saffer, Dan (2006). Designing for interaction. Creating Smart Applicationd and Clever Devices. New Riders.ISBN-13: 9780321432063

Dan Saffer dá-nos a conhecer, neste seu livro, parte da sua experiência como designer de interacção. O livro possue, para além de conhecimentos básicos sobre interacção e usabilidade, algumas sugestões e bons/maus exemplos, estudos de caso e entrevistas com designers experimentados.

"Other design disciplines use raw materials. Communication designers use basic visual elements such as the line. Industrial designers work with simple 3D shapes such as the cube, the sphere, and the cylinder. For interaction designers, who create products and services that can be digital (software) or analog (a karaoke machine) or both (a mobile phone), the design elements are more conceptual. And yet they offer a powerful set of components for interaction designers to bring to bear on their projects."

Para ler mais do livro podem consultar o site www.designingforinteraction.com.
Um excerto do livro pode ser lido em UXmatters.
E para saber mais sobre Dan Saffer visitem o seu site pessoal - www.odannyboy.com
.

10 de novembro de 2008

Rapidinhas...


# Independent Games Festival | Mobile
A segunda edição do "Independent Games Festival" está a desafiar os criativos a desenvolver jogos para equipamentos móveis (telemóveis, consolas portáteis, etc.). O prazo para submissão de propostas termina a 17 de Novembro de 2008.


# Prémio Universidade de Lisboa 2008
O Prémio Unversidade de Lisboa (UL), uma iniciativa da UL e do grupo Santander Totta, visa distinguir uma personalidade portuguesa, ou residente em Portugal há pelo menos 5 anos, cujos trabalhos tenham contribuído para o progresso e/ou engrandecimento da ciência e/ou cultura, assim como para a projecção internacional do país. As candidaturas decorrem até 30 de Novembro de 2008.
Regulamento (PDF).


# SCA Packaging Design Challenge 08
O concurso internacional SCA Packaging Design Challenge 08 tem por objectivo o design de um novo conceito de embalagem para venda de chocolate, e que possa ser aplicado do fabricante ao consumidor. Podem participar todos os estudantes de design e designers residentes em países europeus. O prazo de submissão encerra a 5 de Dezembro de 2008.


# LifeEasy | Springfield
A Springfield, no âmbito do concurso LifeEasy, está a promover um concurso de ideias para a criação de uma nova imagem para os sacos de compras da marca. O prazo para concorrer termina a 10 de Dezembro de 2008.


# Imagem gráfica das comemorações nacionais o centenário da república
Está aberto o concurso nacional de design para a criação da imagem gráfica das comemorações nacionais do centenário da república, a acontecer em 2010. A pré-inscrição (obrigatória) deve ser efectuada até 15 de Dezembro de 2008, para: paula.gris@cpd.pt
Regulamento (PDF)


# Universal design award 09
Depois do sucesso da edição do ano passado, com um total de 131 propostas recebidas, aí está mais uma na edição do "Universal design award". O prémio está aberto a designers, das várias áreas de especialização, arquitectos, produtores e fornecedores de serviços. As categorias a concurso são diversas: "Residential; Phone / Entertainment; Leisure / Lifestyle; Mobility; Work; Public areas; Communication; Services; Assisted Living". O período para registo termina a 15 de Dezembro de 2008.
.

8 de novembro de 2008

Museu Nacional da Arte Contemporânea - Museu do Chiado


Júlia Ventura Geometrical reconstructions and figure with roses,
1987cibachrome, plexiglasCol. MNAC - Museu do Chiado

Outra ficções - Desde a 2ª. metade do séc. XIX à actualidade
26.07.2008 - 31.12.2008

Esta exposição reúne um diversificado conjunto de obras da colecção do Museu Nacional de Arte Contemporânea que datam desde a segunda metade do século XIX até ao presente. Organizada em torno de quatro conceitos, Lugar, Reversibilidade, Rebaixamento, Acontecimento, as obras são relacionadas entre si de forma não cronológica, privilegiando a diferença e especificidade que cada uma propõe à rede discursiva do núcleo onde se insere. Pode assim acontecer que uma obra remota tenha maiores afinidades com uma contemporânea do que com as que se lhe sucedem imediata e cronologicamente. A escolha destes quatro conceitos partiu de uma hipótese sobre algumas linhas possíveis de interpretação relativas às práticas artísticas do nosso presente. Ao convocar tempos tão diferentes para recensear as obras em cada um destes conceitos produzem-se outros modos de construção fictícia no seu entendimento, que nada têm de irreal por oposição à realidade de uma leitura historicista, antes proporcionam pensar as ficções da prática artística como uma inteligibilidade própria.
.