9 de setembro de 2006

Design quotes

“Always design a thing by considering it in its next larger context - a chair in a room, a room in a house, a house in an environment, an environment in a city plan.”
Eliel Saarinen

5 comentários:

Fabs Costa disse...

Faz lembrar as bonecas Russas...

E onde é que entra a comunicação?... Hummmm?...

Atom Ant disse...

Bom... esse é um bom tema para discutir numa aula...

Fabs Costa disse...

Os designers indústriais também têm relações sexuais, não têm?

Beijinhos, sorrisos, ternura, deslumbramento que ás vezes excede as expectativas, e também desilusão e frases ridículas como os poemas de amor, música, com letras e sem letras, com letras compreensíveis e incompreensíveis, e medo de estar só quando estamos com alguém de quem gostamos muito e dificuldade em recomeçar de novo, e frio e fome e vontade de fazer "xixi" e desejo ou desejos vários e cansaço e doença e melhoras e alegria e trabalho, muito trabalho graças a Deus e as aulas e o design e a nossa camisola e desenhos e aguarelas e a caneta, aquela caneta, a nossa caneta e o nosso caderno e o telemóvel e o vício das sms e das fotografias e luta e esforço e recompensa e desilusão e abandono e esquecimento e o gosto particular por uma fatia de pão ainda quente com a manteiga (mesmo manteiga, não margarina) a derreter e um relógio muito bonito que nos ofereceram no nosso dia de anos, a felicidade de ter alguém com quem partilhar um pensamento, ou um blog sempre há mão (net, claro) para descarregar tudo o que vai na alma, ou até um edredão com o tema da cinderela e uma tecnologia fantástica super evoluída que acende ledezinhos cada vez que se dá um (piiiiii) e o cão que quer ir á rua ás 6:27 da manhã, e um caramelo pegajoso colado ao bolso de trás das calças limpas e falta de dinheiro ou muito dinheiro, mais raramente e vontade de montar na bicicleta e ir do cais do sodré até cascais a pedalar e sentir o céu amplo e o rio e o azul e a sede e beber água e Lisboa e encontrar Lá um amigo de quem gostamos muito e regressar a casa e tomar um banho muito quentinho e ter uma toalha turca super limpinha para secar o corpo depois do banho e ter o nosso perfume e um champoo em forma de vaca que alguém especial nos ofereceu no natal e ter uma ilusão breve como um sopro de que gostam de nós e tocar cavaquinho, baixinho com aquele pedacinho de felicidade que acontece quando os dedos da mão esquerda pisam as cordas e os da direita fazem-nas vibrar quase sózinhas autonomamente sem que para isso o cérebro faça qualquer tipo de esforço e é como um mergulho bom.
É tão bom regressar a casa...

Talvez a frase devesse ter começado na cama, não?

Cama, lençois brancos ou de uma cor bonita e com uma textura agradável ao toque, toque, comunicação?...

Atom Ant disse...

Quanto à tua pergunta: "Os designers indústriais também têm relações sexuais, não têm?", não te posso responder com dados científicos mas, suponho que sim!... Se têm mais ou menos que os de visual, ou de interiores, não sei... No que me diz respeito, não tenho razões de queixa... eheheh.
Gostei da frase... embora, ás tantas, já estivesse um pouco sem folego.

Fabs Costa disse...

Ahhhh!...

Muito esclarecida, obrigada, que alívio!...

Acho que frase não era para ser lida..., sorry,
Era, talvez um ensaio para uma música dos toranja ou do Sérgio Godinho..., lol