12 de junho de 2007

Movie fonts # 01

Por estranho que possa parecer a muita gente, as fontes são um modo de sobrevivência para quem as desenha. Os type designers são profissionais como todos nós. Obviamente que este blá, blá, blá é óbvio para os designers, mas é francamente estranho para os comuns mortais.
Quando se diz a um cliente que ele tem que adquirir a fonte este ri-se e diz que somos malucos. E que qualquer uma serve para escrever os textos dele. Então e a personalização? O pormenor? A diferenciação? Enfim...
A indústria cinematográfica, obviamente pensa de forma diferente. Escolhe os tipos, compra-os e usa-os.
Esta escolha prende-se sempre com a adjectivação da própria letra, transferindo-lhe características do enredo ou das personagens. O requinte, a força, a violência, o mistério, o feminino...
Por estranho que pareça aos comuns mortais, a tipografia é um dos pontos fulcrais de projecto, senão mesmo o mais central!
A adjectivação destes três exemplos, o descascar da forma e da cor... fica por vossa conta e risco!
Boa sorte!


8 comentários:

Atom Ant disse...

A propósito de tipografia... hoje a nossa amiga Laca faz anos!
Muitos parabéns... muitos anos de vida... muitas felicidades...
Bjis grandes!!!!!

Atom Ant disse...

A propósito do post... o poder da tipografia é imenso porém, por estranho que pareça, a sua grande influência parece ser invisível aos olhos da maioria dos leitores (leigos). É uma daquelas questões do design que parece estar destinada a ficar debaixo da linha de água. Contudo, essa falta de reconhecimento, em nada lhe retira o mérito e importância. Na verdade, quando este aspecto é mal resolvido nos projectos, as pessoas sentem que algo está mal (mesmo que não sabiam identificar o que é). Eu considero que a divulgação, desta área do design, é a melhor forma de reconhecimento que podemos dar à tipografia. Portanto... posts como este fazem muita falta...
Fico à espera de mais ,)

Fabs Costa disse...

Gostei muito deste post!
Parabens!
Amanhã passo por aqui a deixar um contributo mais válido (do que hoje) ao post em questão, pode ser?

Quero deixar o meu beijinho de parabens á nossa amiga Laca que admiro muito e é uma amiga fantástica!

Obrigada lá, por existires e por seres uma pessoa tão bonita e tão especial e especialmente para ti e por ti, junto a minha voz (não muito famosa mas ainda assim, repleta de ternura:)(:

Joyeux anniversaire
Joyeux anniversaire
Joyeux anniversaire
La salete
Joyeux anniversaire
Il y a aussi en plusieurs "versions" (langues):

Portugais:
Parabéns a (Portugal) pra (Brasil) você (Tous mes meilleurs vœux) Nesta data querida (Pour ce jour joyeux)
Muitas felicidades (Toutes mes félicitations) Muitos anos de vida (Longue vie à toi) Hoje é dia de festa (Aujourd'hui c'est une fête) Cantam as nossas almas (Notres âmes chantent) Pra o menino / menina (Pour le garçon / fille) (nom de la personne fêtée) Uma salva de palmas (Un applaudissement)

Anglais: happy birthday to you happy birthday to you happy birthday to you (nom de la personne fêtée avec l'accent anglais si possible) happy birthday to you

Italien: tanti aguri a té (prononcer "tantia gouri a té") tanti aguri a té tanti aguri a té (nom de la personne fêtée avec l'accent italien si possible) tanti aguri a té

Chinois: tchou ni chan gu kouaï leu tchou ni chan gu kouaï leu tchou ni chan gu kouaï leu (nom de la personne fêtée si possible avec l'accent chinois ou même en chinois) tchou ni chan gu kouaï leu

Finnois: paljon onnea vaan paljon onnea vaan paljon onnea (nom de la personne fêtée) paljon onnea vaan
Espagnol: Cumpleaños feliz Cumpleaños feliz Te deseamos todos Cumpleaños feliz
Catalan: Moltes felicitats ou Que t'ho passis molt bé Moltes felicitats ou Que t'ho passis molt bé Moltes felicitats (nom de la personne fêtée)...

(Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.)

Anónimo disse...

O descascar da forma?

hããããã?...

Qué isso my men?

Hummm?...
Na percebo nada disto!...
O descascar da forma?
O descascar da forma?
O descascar da forma...

Boniiiiii iiito!

Rita disse...

Gostei muito deste post. Curiosamente estive a falar sobre isso com uma amiga há dois dias... Andei que nem uma louca à procura de uma font de Charles Rennie Mackintosh pois gosto muito da época Art Noveau. Acabei por encontrar dezenas de outras semelhantes (Free downloads) que me deixaram maravilhada. Nunca pensei have tantas fonts diferentes. É mesmo um Mundo à parte... E é engraçado como ligamos (quase) todas elas a um filme. É impressionante o poder destas fonts (sem que muitas vezes se dê por isso...). Parabéns!

laca disse...

oláGRANDESamiguinhos, obigada! obigada!

la! la! lalala! la! lala! lala! la! laca!

*sempre tão activos e tão interessantes - FORÇA - ADORO-VOS.

*****

tipografia disse...

Então?! Que post interessante... faço minhas as palavras da fabs costa "volto mais tarde", ih! ih!

ttttt

Zé do Chinelo disse...

Há uma letra que eu gosto muito:

Quando eu era rapazote
Levei comigo no bote
Uma varina atrevida
Manobrei e gostei dela
E lá me atraquei a ela
P'ró resto da minha vida

Às vezes numa pessoa
A idade não perdoa
Faz bater o coração
Mas tenho grande vaidade
Em viver a mocidade
Dentro desta geração

Sou marinheiro
Deste velho cacilheiro
Dedicado companheiro
Pequeno berço do povo
E navegando
A idade foi chegando
O cabelo branqueando
mas o Tejo é sempre novo

Todos moram numa rua
A que chamam sempre sua
Mas eu cá não os invejo
O meu bairro é sobre as águas
Que cantam as suas mágoas
E a minha rua é o tejo

Certa noite de luar
Vinha eu a navegar
E de pé junto da proa
Eu vi ou então sonhei
Que os braços do cristo-Rei
Estavam a abraçar Lisboa.

Sou marinheiro
Deste velho cacilheiro
Dedicado companheiro
Pequeno berço do povo
E navegando
A idade foi chegando
O cabelo branqueando
mas o Tejo é sempre novo